BUSCA

Escritor mexicano Carlos Fuentes

Morre o escritor mexicano Carlos Fuentes

Autor tinha 83 anos e havia ganhado prêmios como o Cervantes e o Príncipe das Astúrias.

MÉXICO, 15 Mai 2012 (AFP) -O escritor mexicano Carlos Fuentes morreu nesta terça-feira, aos 83 anos, na Cidade do México, anunciou o presidente Felipe Calderón em sua conta no microblog Twitter.
"Lamento profundamente o falecimento do nosso querido e admirado Carlos Fuentes, escritor e mexicano universal. Descanse em paz", escreveu o presidente.
Fuentes morreu em decorrência de complicações cardíacas em um hospital do sul da capital mexicana, indicou a imprensa local.
Uma das referências da literatura latino-americana há meio século, autor de "A região mais transparente" (1958), o escritor recebeu diversos prêmios internacionais em suas quatro décadas de atividade literária, o último foi o título de doutor Honoris Causa da Universidade das Ilhas Baleares, Espanha.
Filho de um diplomata mexicano, Fuentes nasceu por acaso no Panamá e passou seus primeiros anos em Quito, Montevidéu e Rio de Janeiro, indo viver mais tarde nos Estados Unidos e passando as férias escolares no México, onde estimulado por seu pai passou a defender suas raízes mexicanas.
Entre suas obras mais famosas estão "A morte de Artemio Cruz" (1962); "Aura" (1962); "Terra Nostra" (1975) e "Gringo Velho" (1985).
Fuentes era casado com a jornalista mexicana Silvia Lemús, com quem se casou pela segunda vez nos anos 1970, união da qual nasceram seus filhos Carlos Rafael, que era hemofílico e morreu em 1999 aos 25 anos, e Natasha, que morreu alguns anos depois aos 32 anos por causas desconhecidas.

Um comentário:

Rosa Cleide Marques disse...

Perdemos um grande escritor.
Premiado mundo afora e reconhecido como um dos mais importantes intelectuais da América Latina.
Li três livros dele:
Instinto de Inez,
A vontade e a fortuna,
A cadeira da águia.

Romances políticos que eu nunca esqueço.
O escritor fica invisível para alguns mas a sua obra viverá eternamente.

Rosa Cleide Marques