BUSCA

EVARISTO TORQUATO

Sr Evaristo Torquato, Mestre de Folia de Reis.
79 anos de folia catira e tradição cultural Evaristo Torquato mestre de folia "Uberaba MG"

A Folia de Reis Sagrado Nascimento de Uberaba Minas Gerais, tem no mestre de folia Evaristo Torquato da Silva de 79 anos e 48 de folia o guardião da tradição da manifestação genuína da folia, pois começou aos cinco anos e até hoje continua atuante, se tornando um ícone da cultura popular em sua região.

Seu Evaristo acaba de receber o premio de mestre de Folia de Reis do ministério da cultura oferecido ao projeto da pesquisadora de Danças Brasileiras Caroline Miranda, seu Evaristo com uma vitalidade impar vem comandando o grupo “Sagrado Nascimento” composto por 12 pessoas transmitindo todo o conhecimento acumulado em quase um século de experiência na realização da folia, garantindo
assim sua continuidade.

Nascido em Formiga MG, seu Evaristo, aos vinte anos mudou-se para Uberaba viúvo de dona Hilda Amaral, dois filhos e nove netos, dos quais Wosley o neto que se tornou seu companheiro na jornada para preservar e dar continuidade a tradição da folia e da catira, promovendo e cultivando a genuína cultura do interior do pais.
E ViVa seu Evaristo!

Seu Evaristo marcou presença como convidado na abertura do IX encontro de folia do Distrito Federal



A luz que brilha ilumina o caminho dos reis magos clareando o seu caminho para que chegue a manjedoura.
Como na viajem dos reis, uma estrela que no céu apareceu
iluminou o caminho, o caminho levava a manjedoura onde o menino Jesus estava.
"O clarão os levarão a onde o menino Jesus nasceu."
Pai filho espirito santo
Nas horas de Deus amem.

Nas horas que Deus começa
Vamos começar também

Vinte e quatro pra vinte e cinco
O mundo se enfloresceu

Foi um anjo que anunciou'
Que Jesus Cristo nasceu

Os Três Reis quando souberam
Que Jesus era nascido

Foi Guiados por uma estrela
Que no céu apareceu

O clarão os levaram
A onde o menino nasceu
Os Três Reis quando chegaram
Ofereceram os seus tesouros

Os Três Reis já eram reis
Mas não era consagrado

Deus que salve o menino Deus
São José e Nossa Senhora

Deus que salve Rei Belchior
Rei Gaspar e Baltazar

O que hora tão sagrada
Onde Deus poes a benção

Evaristo Torquato

3 comentários:

Anônimo disse...

Cultura Popular

A existência humana é existência de pessoas em comunidade, ou seja, comunicação de valores de uma pessoa a outra.
Todos os tipos de comunidade que o homem possa construir serão considerados comunidades naturais, num sentido amplo dado que o homem também é um ser da natureza. Mas, não é enquanto comunidade de seres da natureza que uma comunidade torna-se realmente uma comunidade humana, formada por pessoas, e não simplesmente uma associação natural forçada pelas necessidades exclusivamente vitais. Uma comunidade humana só se faz sentir em razão da capacidade que o homem tem, através do conhecimento e da ação, de transformar o mundo natural em mundo de cultura.
A própria natureza, tomada globalmente, não tem significação cultural, a não ser em relação ao homem; em outras palavras, a natureza exprime o que é dado ao homem e a cultura o que é feito pelo homem...

Fonte: Cultura popular e educação popular : memória dos anos 60 / Osmar Fávero [organizador]. – Rio de Janeiro : Edições Graal, 1983.

O trabalho de vocês é belíssimo! Parabéns.
Rosa Cleide Marques

Deonária disse...

Me emociono ate em mencionar esse nome: Evaristo Torquato!
Que belo exemplo o Sr nos deixou:
Tantos ensinamentos, alegria, união,e o grande valor que tem uma Família.
Em nome de todos os brasileiros e ate Estrangeiros, França... admiradores e seguidores de Santos Reis ( assim como eu ). Nossa eterna gratidão, por nos ter proporcionado tantas alegrias e ensinamentos.
E tudo isso, sempre com muita sabedoria.
O Sr nos mostrou o caminho, agora é seguir em frente com mta fé e alegria de sempre.


CULTURA disse...

A vida cultural para ele era tão simples que fluia no seu dia dia mesmo sem ele notar que estava construindo e perpetuando nossa cultura.